topo-internamodcolor

Boa Vista, capital da primeira infância

O que é primeira infância? Por que é tão importante o cuidado e investimentos nesse período?

O período do nascimento até os 6 anos é chamado de primeira infância. Fase em que o cérebro apresenta sua capacidade de aprendizagem ao máximo. Aqui, a criança é moldada pelas experiências, relações, interações com as pessoas e meio ambiente. Cuidado, carinho, afeto e muito amor têm o poder de construir algo grandioso para essa criança se tornar um adulto mais preparado emocional e psicologicamente no futuro.

Segundo estudos realizados pelo economista James Heckman, Nobel de Economia em 2000, o investimento nessa faixa etária da população pode garantir um incremento de até 60% à renda do país, além de reduzir problemas sociais como baixa escolaridade, violência e mortalidade infantil. Para que o desenvolvimento pleno do bebê e da criança aconteça são necessários vínculo, afeto e estímulos adequados, em um ambiente saudável e seguro, realizados pelos pais e/ou cuidadores. A primeira infância é a janela em que experiências, descobertas e afetos são levados para o resto da vida.

A prefeitura Municipal de Boa Vista, na gestão da prefeita Teresa Surita, tem realizado diversas ações em prol da promoção do desenvolvimento da primeira infância na cidade, de forma integrada, contínua e estruturada, cujos frutos estão sendo percebidos agora e também serão colhidos no futuro. A importância do tema no contexto local é explicitada pela implantação, desde 2013, da política pública Família Que Acolhe que abrange as áreas de saúde, educação, social, urbanismo e em todas as outras oportunidades que o poder público municipal tenha para interagir e/ou intervir na vida dessas crianças e respectivas famílias.

Esta política é traduzida na oferta de serviços municipais, que garantem um atendimento integrado e diferenciado na primeira infância. E são subsidiados por estratégias que promovem o estímulo ao desenvolvimento das crianças – como o caso das Visitas Domiciliares e do Encontro dos Pequenos Grupos com gestantes e mães (Universidade do Bebê), e por espaços públicos adequados para esta faixa etária, como é o caso das nossas praças com playgrounds, brinquedos interativos e pisos emborrachados e os abrigos de ônibus, adesivados com mensagens de interação e estímulo ao desenvolvimento infantil.

A prefeita Teresa Surita acredita que investir nas crianças de 0 a 6 anos seja o caminho ideal para se alcançar uma sociedade mais justa e feliz, com adultos saudáveis e equilibrados. Em sua gestão administrativa, vem pavimentando esse caminho com um ensino público moderno e estruturado, atendimento médico diferenciado, acolhimento social e uso de tecnologia de ponta, além da construção de espaços abertos e adequados para a convivência e interação familiar. Para Teresa, é preciso planejarmos cidades mais acolhedoras, que incluam com amor as crianças e garantam a elas melhores condições de vida, como o que está acontecendo em cada pedacinho de Boa Vista.

meninobaloes2

Quais parcerias já recebemos?

Tornar Boa Vista a melhor capital do Brasil em qualidade de vida, onde a primeira infância seja prioridade, é a visão da Prefeitura de Boa Vista. Para tornar essa visão uma realidade, foram tomadas decisões políticas e firmadas parcerias sustentadas em um mesmo propósito: o desenvolvimento infantil. O trabalho realizado em Boa Vista entrou no cenário nacional e internacional como referência no cuidado com as crianças, da gestação aos seis anos de idade. Muito deste reconhecimento foi consolidado com as parcerias entre a Prefeitura e entidades ligadas à primeira infância.

Desde 2013, estudiosos, políticos, representantes de ONGs e instituições brasileiras e de outros países, pesquisadores, e jornalistas já visitaram Boa Vista para conhecer, estudar e apoiar o Programa Família que Acolhe (FQA), criado pela prefeita Teresa Surita, que é a base de todo o trabalho de desenvolvimento infantil.

A partir destes contatos, importantes parcerias foram realizadas, contribuindo com o fortalecimento da política pública para a primeira infância de Boa Vista:

  • Planejamento Estratégico Municipal da Primeira Infância: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal
  • Formação de mais de 4.600 profissionais capacitados em Desenvolvimento da Primeira Infância: Instituto Primeiros Anos
  • Rede de Ensino Fundamental Saber Igual (Ajustes na metodologia de ensino com assessoria técnica, livros didáticos/paradidáticos, manuais, recursos, proposta pedagógica): Instituto IAB
  • Avaliação dos efeitos do Leitura Desde o Berço, projeto das Casas Mães e Próinfâncias que incentiva a leitura entre pais e filhos como fortalecimento dos vínculos familiares: Universidade de Nova Iorque e Instituto IAB
  • Visitação domiciliar – Modelo Jamaica realizada com as beneficiárias do Programa Família que Acolhe: BID/ Grand Challenges Canada/ FMCSV/ USP
  • Implantação do primeiro Currículo Infantil do Brasil – seguindo as definições da Base Nacional Comum Curricular: FMCSV/ FGV/ CEIPE/ MELQO
  • Análise urbana voltada a primeira infância, através da criação do Centro Territorial Tecnológico – Instituto Arnaiz
  • Implantação do projeto Urban95 que auxiliou o município na adequação do espaço urbano para a primeira infância e melhoria da plataforma tecnológica Cidade Social – Fundação Bernard Van Leer.